O Grimório da Transmutação, por Felipe Bolzan, Nocto Machado e Lua Valentia




A obra já chama a atenção desde o começo, por sua arte encantadora. A capa tem traços fluidos e cores delicadas. Isso tudo transmite uma grande paz, assim como a palavra "transmutação" pulsante no título, como uma promessa e esperança de uma mudança profunda, que será plenamente realizada no decorrer das páginas.

Você jamais está sozinho. As borboletas te acompanham em sua jornada e te trazem um imenso conforto. As palavras e frases são cuidadosas e sinceras, num ritmo tranquilo, como uma dança. Pouco a pouco, os conceitos são introduzidos e tudo começa a ficar claro.

Não é preciso correr nessa terra e sim voar: a borboleta, a primavera, a lua, a morte. Morrer e renascer nunca antes pareceu tão gratificante. Em vez de temer a mudança ou tropeçar nela, cada um em seu tempo se envolverá em seu casulo e abrirá os olhos para esse novo mundo que sempre esteve à espreita. 

Um grande mistério está no ar. Há a luz, mas também existe a sombra. O mundo não é bonito e, ainda assim, ele é. Os autores discorrem belamente sobre a sombra no interior de cada um. Não negue aquilo que é parte de você. Não fantasie que deve ser feliz o tempo todo. Nós somos o espelho (speculum) do mundo e, se não gosta do que vê lá fora, isso é reflexo de sua própria sombra. 

Eis a alquimia da vida, da morte e de todo o resto: os autores te convidam a transmutar chumbo em ouro. E, muitas vezes, reconhecer o chumbo por sua própria natureza e potencialidades. Equilíbrio é fundamental e também aceitar a ausência de equilíbrio, tão natural a tantas etapas da vida. Isso é abraçar o caos.  

No final de tudo, um presente: os autores nos apresentam lindos rituais e poderosas técnicas para iniciar a transformação de nossa vida agora. Existe um charme inestimável no agora. São as primeiras sementes do futuro. 

Um livro repleto de beleza e audácia. Recomendo que embarque nessa viagem. Um cruzeiro repleto de descobertas. E a paisagem é de encher os olhos.

O bilhete para a aventura pode ser encontrado aqui.


Comentários

  1. Querida Wanju, seu blog é um primor. Obrigada por essas belas palavras! Adoro seu jeito especial de enxergar a realidade. Você embelezou o livro. Gratidão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço, Lua! Teu livro me proporcionou uma experiência belíssima, de um jeito que só tu sabe fazer!

      Excluir

Postar um comentário